domingo, 25 de outubro de 2009

Aquecimento Global

Fundo azul claro, bem forte, a tela que anteriormente fora de um azul negro
Neste momento recebe em sua pele as cores mansas de um branco suave

Simples e belas nuvens d'água

O rei coroado no passado, está sem coroa
Deixando marcas nos povos
Fazendo com que sintam o prazer das conseqüências de
Sua indiferença anterior

Como eu queria ser Índio
Dançar e funcionar

Pedir e a Chuva Vir

5 comentários:

A Bailarina disse...

Queria poder fazer chover sempre que precisasse.
=/

=*

Cíntia de Melo disse...

adorei suas palavras por aqui.
tudo bem adocicado

:)

Poeta do Simples disse...

reflexivo!

poético!

mto bom!!

bjos com carinho

Jana Barreto disse...

ahhhhhhhh! chove chuva, chove sem parar...
Nada mais apropriado ao calor do que este seu post (bom, uma chuvinha tbm seria! rs)
é o aquecimento global, estamos todos fritando no asfalto T.T

Monique Premazzi disse...

Adorei como você criou o texto, ficou muito interessante. *-* Alias, já adicionei no msn ok? Beijinhos e obrigada pela visita sempre xx